A Empresa

 

As tarifas horo-zonais foram implantadas no Brasil na década de 80: em 1982 foi implantada a Tarifa Azul nos Subgrupos A1, A2 e A3 e em 1986 foram implantadas as Tarifas Azul, Verde e Convencional nos subgrupos A3a, A4 e AS. Os estudos iniciaram-se em 1978, quando foi formado um grupo de trabalho com a participação de técnicos do Departamento Nacional de Águas e Energia Elétrica – DNAEE, hoje Agência Nacional de Energia Elétrica ANEEL, das empresas de energia elétrica brasileiras e da Eletrobrás. Com o apoio da consultoria da Electricité de France EDF e de professores da Universidade de Brasília UnB, foram elaborados estudos e pesquisas durante 10 anos, período em que se implantaram as Tarifas Azul e Verde no mercado de Alta e Média Tensão. Essa metodologia, que já vinha sendo aperfeiçoada pelo DNAEE com a participação da engenheira Neusa de Paula Antunes da ESCHER Consultoria, foi amplamente discutida, dentro da lógica do novo modelo no Grupo de Trabalho de Tarifas do Projeto de Reestruturação do Setor Elétrico Brasileiro – RE-SEB, no qual foi aprovada por unanimidade pelos membros do grupo, incluindo os técnicos Eletrobrás e consultores da Coopers&Lybrand.

A engenheira Neusa Antunes, esteve de forma atuante, presente em todo esse processo, desde o primeiro grupo (engenheira do DNAEE) até o GT Tarifas do RE-SEB (como consultora da Coopers&Lybrand). Foi sua atuação no Grupo de Trabalho de Subsídios Cruzados do MME que possibilitou a publicação da portaria do MME definindo as regras do Realinhamento Tarifário (eliminação gradativa dos subsídios cruzados das tarifas de energia da Alta Tensão).

Da implantação do novo modelo para cá, a ANEEL vem gradativamente aperfeiçoando a metodologia e os processos de cálculo das Tarifas de Uso do Sistema de Distribuição – TUSD e das Tarifas de Fornecimento, cujo esforço culminou na Audiência Pública AP120 e na elaboração do Módulo 7 do PRORET – Estrutura Tarifária das Concessionárias de Distribuição. Os técnicos da ESCHER, ao lado das empresas distribuidoras, vêm continuamente atuando para este aperfeiçoamento, destacando a participação da engenheira Neusa Antunes na abertura do Seminário Internacional de Estrutura Tarifária promovido pela ANEEL em de 2009, cujas contribuições foram amplamente acatadas pelo regulador.

Com este histórico queremos mostrar que a ESCHER não é apenas uma empresa que  conhece o processo de construção de tarifas, é uma empresa que construiu e constrói esse processo.

Além disso, a ESCHER Consultoria é a empresa com maior conhecimento no país em estudos do Comportamento da Carga e Previsão da Demanda, sendo que recentemente, reviu toda teoria Amostral e de Análise de Dados para assessorar o regulador nacional, que irá provavelmente, a partir desse estudo, abrir uma audiência pública, para discutir esses temas, incluindo o de Pesquisa de Posse de Equipamentos e Hábitos de Consumo.